Sitrampa cobra medidas de segurança após segundo caso de agressão em UBS contra servidores(as)

Segundo caso de agressão contra servidores(as) em menos de uma semana acende alerta para a falta de segurança nas Unidades Básicas de Saúde do município de Palhoça

Nesta quarta-feira, dia 15 de maio, mais um caso de violência foi registrado numa das Unidades Básicas de Saúde do município de Palhoça. Esta é a segunda situação de agressão contra servidores(as) em menos de uma semana.

Em razão do episódio anterior, ocorrido na segunda-feira, o Sitrampa já havia enviado ofício à Administração cobrando medidas urgentes para proteção e segurança dos profissionais que atuam na rede pública de saúde. Entretanto, o Executivo tem demorado a agir, abrindo espaço para que ocorram novos episódios de violência.

O sindicato considera fundamental realizar rondas no entorno das Unidades Básicas de Saúde, com a alocação de profissionais da Guarda Patrimonial durante o horário de atendimento das UBSs. Isso diminuiria riscos e promoveria uma maior segurança dos trabalhadores(as) da saúde pública no município de Palhoça.

O Sitrampa reforça que são necessárias ações urgentes por parte do governo municipal para preservar a integridade física e emocional dos trabalhadores e usuários do sistema de saúde.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

15 + 10 =