Agentes de Saúde e de Combate e Controle de Endemias fazem protesto na Câmara de Vereadores

Os Agentes Comunitários de Saúde, de Combate e de Controle de Endemias do município de Palhoça, organizados com o apoio do Sitrampa, estiveram presentes na sessão da Câmara de Vereadores na noite desta terça-feira, 2, para protestar contra o Projeto de Lei 036/2022. A proposta trata de alterações no plano de carreira das categorias e, na avaliação do sindicato, causa diversos prejuízos aos profissionais, principalmente o achatamento salarial.

Durante a sessão, o presidente do Sitrampa, Everton Sotero, fez uso da tribuna para falar dos problemas existentes no PL 036. “O texto não contempla os anseios da categoria. Não houve diálogo do Executivo com os trabalhadores e com o sindicato para a construção da proposta”. Tão logo o sindicato tomou conhecimento do conteúdo do projeto, foi feita uma análise jurídica do texto e vários erros foram verificados. 

O presidente do Sitrampa ressalta que os ACS e ACE, juntamente com outras categorias, estão na linha de frente do combate ao  Covid-19 desde o início da pandemia. Porém, explica, além de combater o coronavírus, os profissionais lidam diariamente com outras doenças. Atualmente, em Palhoça, existem cerca de 1,7 mil focos de dengue, surtos de leishmaniose e Lyme. “Esses profissionais estão na ponta do Sistema Único de Saúde e merecem valorização e reconhecimento”.

Veja aqui o vídeo completo da fala na tribuna

O projeto que trata da implementação do piso dos ACS e ACE deve ter atenção especial da administração, pois também é uma oportunidade para unificar as carreiras de Agente de Combate e de Controle a Endemias e corrigir disparidades que permaneceram ao longo de muito tempo no município de Palhoça.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

12 + 19 =