Sitrampa identifica precariedade nas condições de trabalho do NEPS

Em visita aos locais de trabalho realizadas nos últimos dias, o Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal de Palhoça (Sitrampa) identificou precariedade nas condições de trabalho do Núcleo de Educação Permanente em Saúde (NEPS) do Bairro Bela Vista.

Os servidores estão tendo que realizar seu trabalho com falta de material para asseio e conservação, além de escassez de material de trabalho para realizar suas funções. O sindicato não irá admitir tamanho desrespeito com os servidores, até porque os trabalhadores do NEPS prestam importante serviço à comunidade Palhocense, planejando, organizando e fornecendo apoio às ações de Educação Permanente em Saúde.

O presidente da entidade, Everton Sotero, afirma que, nas condições atuais em que se encontram, os servidores estão expostos a agentes nocivos e o trabalho está sendo executado em locais insalubres e de alto risco. “Iremos realizar novas visitas para fiscalizar se medidas serão tomadas por parte do executivo municipal. Os servidores não podem seguir se arriscando desse jeito por conta da irresponsabilidade dos gestores municipais”, diz ele.

Nas fotos abaixo, é possível verificar o risco de um acidente grave, considerando que o material elétrico se encontra junto aos botijões de gás e papéis.

Confira as imagens:

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

dezesseis + 3 =