TRABALHADORES(AS) DO MAGISTÉRIO DE PALHOÇA EXIGEM O PISO NACIONAL DA CATEGORIA NO PLANO DE CARREIRA

 

Após a luta intensa do movimento sindical que representa os trabalhadores(as) do setor, o novo valor do piso salarial nacional do magistério público da educação básica em 2022 será de R$ 3.845,63 – aumento de 33,24%.

 

Em Palhoça, a categoria está esquecida pela administração municipal. Conforme estudo feito pelo Sitrampa, os servidores(as) da área já acumulam mais de 30% de perdas em relação ao piso. 

 

Com o novo valor anunciado para o piso nacional, sem reajuste na carreira, os vencimentos dos trabalhadores do magistério de Palhoça serão 'achatados', e as perdas dos professores(as) efetivos passarão dos 60% em relação aos reajustes da Lei 11.738/2008 (Lei do Piso do Magistério).

 

O Sitrampa avalia que uma negociação que não chegue na tabela de progressão poderá levar a categoria a paralisações e greves. Portanto, é esperado que o prefeito Eduardo Freccia, que também é professor, faça valer o piso e valorize a categoria trabalhista a qual pertence.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

18 − 5 =