Ato em defesa dos trabalhadores da UPA 24h de Palhoça

A direção do Sitrampa realizou nesta semana um ato em frente à Unidade de Pronto Atendimento 24h (UPA) de Palhoça, em defesa dos trabalhadores(as) que atuam naquela unidade. A gestão da UPA deixará de ser feita diretamente pela administração municipal e passará para as mãos de uma Organização Social (O.S.)

 

O sindicato não concorda com a forma como o processo foi conduzido, tampouco com a maneira como os profissionais envolvidos foram comunicados do fato. A partir de agora, os servidores efetivos serão removidos para outros locais e os contratados serão demitidos, sem a garantia de readmissão pela empresa que passará a ser a responsável pelo funcionamento da unidade.

 

O Sitrampa defende que, neste momento, é fundamental minimizar os impactos causados aos trabalhadores, conduzindo as remoções em conjunto com os servidores efetivos por meio de um processo com total transparência. Aos contratados que já atuavam na UPA, deve ser dada a oportunidade de continuar os trabalhos que vinham sendo desenvolvidos.

 

Veja aqui a galeria de imagens

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

18 + dois =