O Sitrampa (sindicato dos Trabalhadores Municipais de Palhoça), realizou na tarde do dia 20/05, as 13:h30min, uma segunda manifestação em assembleia extraordinária, frente ao prédio do Centro Administrativo Municipal de Palhoça, para reiterar suas reivindicações em relação as demandas da categoria, apontadas na assembleia anterior (15/05).

 

O ato teve início com reflexões de alguns servidores representantes da categoria e também de algumas lideranças sindicais da grande Florianópolis, repercutindo junto ao servidor presente, sobre a forma como como ocorreu atualização salarial no Município, sendo 3,43% referente ao período acumulado de janeiro a dezembro de 2018, lançado em folha do mês de abril.

 

 

Entretanto, a Assembleia não aceitou somente índice de correção salarial, e sim, deliberou por um ganho real no salário de 3,57% para fechar em 7%.

 

Também se discutiu sobre os laudos de insalubridade, na questão da lentidão da perícia, que é quem vai definir os trabalhadores contemplados ou não.

 

Outra situação levantada, foi da limitação em apenas duas declarações de comparecimento por mês, e o indeferimento dos atestados médicos do professor ACT, situação esta, que o prefeito se mostrou favorável em resolver.

 

O Prefeito Camilo Martins, recebeu o sindicato e alguns membros da comissão dos servidores para conversar.

 

Quanto as pautas reivindicadas e formalizadas por ofício de nº 43/2019, entregues no dia 15/05, o executivo dará sua resposta para cada item no prazo de 30 (trinta) dias, e, para algumas questões emergenciais reivindicadas também por ofício em 20/05/2019 por ofício sob o número 44/2019, no prazo de 10 dias.

 

  Na ocasião ficou acertado que as faltas dos servidores que participaram das assembleias do dia 15 e 20/05/2019, serão abonadas.